Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Entrevistamos essa semana um jovem que tem despontado na politica de Planalto. Um dos responsáveis pela eleição de Cloves Andrade, e agora dissidente do grupo que o elegeu, o professor Rubens Rocha se prepara para assumir uma cadeira no Legislativo local. Perguntamos por que deixou de usar o vermelho e ele foi bem direto: “Não deixei de usar o vermelho, o vermelho não tem culpa de nada nessa história” (risos). Disse que sua saída do Partido dos Trabalhadores (PT) não foi uma decisão rápida, “foi uma decisão amadurecida, demorou um tempo. Percebi que não tinha como ficar em um partido que não prega mais princípios que tanto defendi”, frisou. Sobre o Governo Cloves Andrade (PT), disse que foi uma surpresa para todos, “difícil de acreditar que a prática fugiu ao discurso. Foram diversas reuniões, diversas discussões sobre os erros das gestões anteriores. Na prática: os mesmos vícios, os mesmos erros. Enganou a população no palanque e quando assumiu não teve coragem de por em prática o discurso e nem tem pra pedir desculpas pelos erros, nem de falar a verdade às pessoas. Cloves poderia entrar para a história como o melhor prefeito de Planalto, mas preferiu ser só mais um”. Sobre as noticias de corrupção nos governos do PT disse que “isso só demonstrou que o partido falha na questão da ética. O próprio Lula disse recentemente que os petistas só querem poder, cargos e dinheiro”. Rubens conta ainda que nos nove meses em que fez parte do Governo Cloves Andrade se sentiu “muito mal ao ver discursos falhos defendo a gestão. Ao apontar os erros foi dito que eu estava ‘armando’ contra o governo, e fui apenas mais um a sair”, pontuou. Rubens está atualmente no Solidariedade (SD), partido no qual deve sair candidato. Sobre isso disse que está amadurecendo a possiblidade, mas que garante um grupo forte e com candidato a prefeito pelo partido. “Há a possibilidade, na verdade é uma realidade essa candidatura. Estamos discutindo”. Sobre sua área de atuação, disse ter “um carinho especial pelo esporte. Tenho uma equipe de futsal, campeã em 2013 e brigando pelo título no campeonato atual. Mas vejo também a necessidade de investimentos em saúde, educação e infraestrutura”, finalizou.
Fonte Portal Poções